Tenha a gentileza e a ética ao reproduzir os textos originais deste blog ou de qualquer outro, colocar claramente a fonte de onde foi retirado, no início ou na apresentação do texto com um link direto para o texto original. Poucos criam enquanto o restante todo copia.

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Injeções de Metil B12 no Tratamento do Autismo


Por Claudia Marcelino.

A anos, desde 2004/2005, a Metil B12 em forma injetável, é usada por médicos que fazem tratamento biomédico para autismo nos EUA. O pioneiro neste tratamento é o Dr. James Neubrander.

O grande prazer de fazer este post, é que esta possibilidade de tratamento para o autismo era quase impossível para pais brasileiros, já que a metil B12 não existia por aqui. A minha amiga Maria Cristina do blog Santa de casa faz milagre, chegou até a fazer um post, esse aqui, dando passo-a-passo da extensa burocracia para importá-las.
Agora isso tudo não é mais necessário, graças ao incansável trabalho do Dr. Rogério Rita para proporcionar opções de tratamento que já estão disponíveis, as injeções agora podem ser adquiridas aqui no Brasil por uma farmácia de SP, com receita médica.
Como comprá-la você verá no final do post, agora vamos ao que interessa: as informações sobre a metil.


O que é a MB 12:
A B12 (cobalamina) é uma vitamina de uma família com cinco membros, cada um faz coisas diferentes:
 a) cianocobalamina, 
b) hidroxicobalamina; 
c) adenosilcobalamina; 
d) glutationilcobalamina, 
e) metilcobalamina. 
Nesta família de B12, só Metil-B12 tem a capacidade de ativar a via bioquímica metionina / homocisteína diretamente. É esta via que é responsável por todo o sistema de desintoxicação baseado em enxofre do corpo. É esta via que é responsável pela formação de S-adenosilmetionina (SAMe), o doador de metil universal. É esta via que é responsável pela formação de homocisteína, a molécula que é responsável tanto por reformar SAMe e metionina, ou criar, cisteína, taurina e glutationa. A glutationa é o antioxidante intracelular preliminar do corpo e é responsável por muitas reações de desintoxicação, principalmente aqueles que envolvem a ligação e remoção de mercúrio, chumbo, cádmio, arsênico, níquel, estanho, antimônio, e muitos outros metais pesados ​​menos conhecidos que também se ligam ao grupo de enxofre da glutationa.
Metil-B12 está intimamente ligada com o ácido fólico via bioquímica. Uma molécula de ácido fólico precursora deve interagir com a enzima MTHFR (ácido metilenotetrahidrofolico) para tornar-se o ácido 5-metiltetrahidrofólico, a molécula que doa seu grupo metil para B12, para tornar-se metil-B12. Infelizmente, muitas crianças têm um defeito nesta enzima.

O que esperar com o tratamento:
Na experiência do Dr. Neubrander, 94% das crianças respondem à terapia de Metil-B12. 

A função executiva é melhorada em 90% das crianças - coisas como consciência, cognição, adequação, contato com os olhos quando chamado, e ". agir mais como uma criança normal" 

Fala e linguagem é melhorada em 80% das crianças - todas as fases, incluindo a linguagem espontânea , frases mais complexas, aumento de vocabulário, etc 
Socialização e emoção é melhorada em 70% das crianças - iniciação e jogos interativos, entender e sentir emoções, possivelmente pela primeira vez ou a um grau muito mais normal, etc.

É importante frisar que estes ganhos são concretizados com um tratamento que dura de 18 a 24 meses no mínimo, vindos da solidez da reforma metabólica da via de metilação proporcionada pela MB 12.

O formulário para pais de avaliação e documentação de tratamento com a MB 12 (Methyl-B12 Parent Designed Report Form and Documentation Letter), disponível no site do Dr. Neubrander, é a melhor forma de avaliar se o seu filho está respondendo ao tratamento. É importante ter um acompanhamento com uma avaliação bastante criteriosa com as pequenas mudanças, antes dos grandes ganhos se consolidarem. Os pais querem mudanças e ganhos rápidos e muitas vezes não conseguem entender que é um processo longo, acabando por abandonar o tratamento antes dos 18 meses.


"Metil-B12 é um tratamento, não uma cura. No entanto, muitas das crianças que utilizam metil-B12 combinada com outras terapias biomédicas, perderam diagnóstico! É importante que todos os pais e médicos entendam que o máximo de resultados da terapia Metil-B12 ocorre ao longo de anos, e não meses, não semanas. Embora os resultados iniciais sejam óbvios dentro do primeiro período de cinco semanas, o poder da Metil-B12 está na utilização a longo prazo. Eu digo aos pais que eles estão plantando árvores, e não bambus. Embora existam respondedores ocasionais que perdem seu diagnóstico dentro de um ano, a maioria das crianças nunca perde seu diagnóstico. No entanto, ao longo do tempo eles fazem grandes avanços nessa direção." Diz o Dr. Neubrander.



Metil-B12, na presença de metionina sintase, gira a via bioquímica da metionina / homocisteína, enviando grupos metil e glutationa para o cérebro e corpo. É importante compreender que os efeitos da metil-B12 são devido ao que a Metil-B12 permite acontecer no cérebro e não porque "ela faz falar, dessensibilizar ou socializar".
Se eu colocar protetores de ouvido e uma venda nos olhos em você e deixá-lo cair de pára-quedas no coração da África, depois sendo encontrado pelos nativos, você não vai entender o idioma. Se você continuar a usar os protetores de ouvido e os olhos vendados, você não poderá ver ou ouvir a língua falada, você ficará no escuro. No entanto, uma vez que eu remover os abafadores e a venda dos olhos, mas com você ainda sem conhecer o idioma, você agora terá a mesma vantagem que qualquer outro bebê recém-nascido em sua sociedade tem. Você terá a oportunidade de começar a leitura labial. Você terá a oportunidade de ouvir a língua falada. Você terá a oportunidade de primeiro entender a linguagem receptiva. E, finalmente, suas tribos terão a oportunidade de ouvi-lo expressar-se a eles! Remover os protetores de ouvido e os olhos vendados não aumentam sua inteligência nem adicionam novas células cerebrais. O que ela permite é que o seu cérebro comece a absorver informação, armazene informações, utilize a informação, faça o processamento da informação e responda de forma adequada às situações em questão.
Assim é com as crianças que tomam Metil-B12, eles parecem florescer ao longo do tempo. Tudo entra em ação e começa a trabalhar; terapeutas são surpreendidos! As crianças superam as expectativas mais otimistas de seus professores. O que aconteceu é que a Metil-B12 retirou os protetores de ouvido e a venda dos olhos, que foram bloqueando os cérebros das crianças de utilizar os neurônios e células cerebrais que já estavam no local, mas que estavam apenas esperando para ocorrer as circunstâncias corretas. A adição de Metil-B12 permite que as condições para isso! 
No entanto, Metil-B12 não é o que faz a criança aprender, não é o que traz a criança de volta. O que faz isso é terapia comportamental, terapia ocupacional, fonoaudiologia e todas as outras formas de terapia que finaliza o negócio e dá a criança de volta para seus pais e para o mundo. No entanto, sem a Metil-B12 para nivelar o campo de jogo, crianças no espectro nunca seriam capazes de perceber a vantagem de que as crianças não afetadas desfrutam de um ambiente de aprendizagem!

Quais crianças se beneficiam:
Metil-B12 funciona para crianças de todas as idades, a taxa de sucesso é a mesma: 90% mais ou menos. No entanto, diferentes idades apresentam respostas diferentes, que é um assunto para além do âmbito deste texto.
 Curiosamente, 85% das crianças que respondem à terapia com metil-B12, demonstraram níveis normais ou elevados de metil-B12 no sangue. A explicação para isto é devido ao fato da B12 em estado oxidativo não pode ser "reciclada", uma vez que proporciona o seu grupo metil inicial para a homocisteína. Por isso, apenas "fica lá, toda vestida, mas sem nenhum lugar para ir", incapaz de mudar de seu estado "usado" para o seu estado "reciclado" que seria capaz de voltar a capturar um novo grupo metil para girar o cata-vento novamente. 
Apenas a Metil-B12 que fica dentro da célula funciona. A B12 que está parada do lado de fora da célula, como descrito acima não tem função, mas mostra-se em exames de sangue indicando falsamente que a criança tem muita B12 e não deve ser tratada. Este cenário é análogo ao de açúcar no sangue ser alta no sangue, mas baixo nas células onde é necessário! 
Um exame de nutrigenômica que avalia os polimorfismos genéticos e que por enquanto só é feito nos EUA, pode prever as crianças que precisam de Metil-B12.  Mas o próprio corpo da própria criança - seu verdadeiro laboratório - é capaz de produzir resultados conclusivos se a criança é uma respondedora à Metil-B12 ou não.

Porque a forma injetável:
Avaliando mais de 60.000 injeções com 500 crianças, eu posso declarar com bastante convicção:"Só a via injetável de administração subcutânea no tecido adiposo das nádegas, irá produzir os notáveis ​​resultados que os pais querem ver!" Diz o Dr. Neubrander.
"Sem dúvida, todas as formas de administração ajudam, até certo ponto e algumas melhores do que outras. No entanto, nada chega perto da via subcutânea. Minha pesquisa mostrou que todas as formas de terapia pulsáteis de Metil-B12 são inferiores a via injetável, por via subcutânea. Isto é porque o objectivo é ter uma entrega constante lenta e contínua de Metil-B12 para o sistema.
A Dosagem oral é uma das formas de administração pulsátil. Todas cobalaminas são absorvidas na porção distal do intestino delgado, o íleo terminal. A partir do trabalho de médicos como Wakefield, Krigsman e Buie, um percentual extremamente elevado de crianças no espectro autista tem uma condição inflamatória do intestino que afeta esta região do trato intestinal. Portanto, a absorção oral de todas as formas de B 12 é limitada, na melhor das hipóteses. Administração sublingual é uma curiosidade. É apenas teórica para crianças no espectro porque a maioria não consegue segurar um comprimido sob a língua. Por conseguinte, a metil B12 é engolida e torna-se uma técnica de administração "retardada por via oral". Injeções intramusculares são também pulsáteis por natureza, porque o medicamento começa a ser eliminado do corpo dentro de uma hora depois da injeção. Embora a administração intramuscular mostra benefício clínico, a via subcutânea produz o máximo de benefícios com maior intensidade que duram o período mais longo de tempo. A administração trans dérmica, teoricamente, deveria funcionar porque o medicamento está a ser emitido para dentro do tecido subcutâneo e, por conseguinte, a sua libertação a partir do local de aplicação para o resto do corpo deve ser lenta e contínua. No entanto, na prática clínica, a via subcutânea obscurece os resultados da administração trans dérmica."

Como dar a injeção:
As injeções de MB12 devem ser administradas de forma subcutânea, em inclinação horizontal nas nádegas ou braço do paciente. As seringas utilizadas são as de aplicação de insulina e muitos pais administram as injeções quando a criança está dormindo ou extremamente focada em alguma atividade como vendo TV ou jogando vídeo game. Elas não são doloridas, mas alguns utilizam uma pomada anestésica para ajudar ainda mais.
A dosagem é de 64,5 mcg/kilo a cada 3 dias. 
Neste vídeo o Dr. Kurt Woller ensina como aplicar:




Efeitos colaterais:

"Os efeitos colaterais mais comuns são hiperatividade com ou sem stimming, distúrbios do sono e aumento da necessidade de provar coisas com a boca. Assim como a dor é um complemento necessário de uma operação bem sucedida, por isso os efeitos colaterais podem ser necessários enquanto "o seu filho volta." A parte difícil é saber quando você está lidando com um efeito colateral tolerável, embora indesejável, ou um que é verdadeiramente intolerável . "tempo suficiente na dose certa" é necessário para colher as maiores recompensas . Portanto, o meu atual protocolo determina se um efeito colateral é tolerável vs intolerável. Se tolerável, eu continuo a dose inalterada enquanto os pais mesmo som os efeitos indesejáveis, não estão prestes a desistir! No entanto, se o efeito colateral é verdadeiramente intolerável , eu paro as injeções até que o efeito colateral vá embora e, em seguida, tento reiniciar as injeções na dose de 10 a 15%. Infelizmente, a maioria das crianças com os verdadeiros efeitos colaterais intoleráveis ​​não podem usar até mesmo a menor quantidade de Metil-B12."
Hiperatividade e / ou Stimming: O efeito colateral mais comum é um aumento de hiperatividade e / ou stimming. Como o efeito positivo inicial mais comum em crianças que tomam Metil-B12 é o aumento da função de execução, muitas crianças são subitamente bombardeadas com uma enorme quantidade de novos estímulos que agora tem de ser processados. Esses novos estímulos também devem ser processados mais rapidamente e dentro do mesmo período de tempo que costumava levar para processar muito menos dados antes da Metil-B12. O resultado cumulativo é uma sobrecarga sensorial. Para eles, o stim neste tipo de circunstância não é diferente do que o que um adulto faz, apertando uma bola mole ou esfregando uma pedra lisa entre os dedos para tirar a tensão e relaxar. Em contraste com esse efeito colateral "tolerável", se uma criança não pode permanecer na tarefa de aprender na escola ou em outros tipos de ambientes controlados, o efeito colateral é definido como intolerável. Na minha experiência, o efeito colateral tolerável de hiperatividade e stimming geralmente diminui significativamente ou é eliminado completamente por volta do 6 º mês, quando o corpo regula as sequências metabólicas apropriadas e processos enzimáticos.
Distúrbios do sono: "A boa notícia é que mais crianças começam a dormir melhor, em vez de dormir pior. Isto é provavelmente devido ao fato de Metil-B12 melhorar o fornecimento de melatonina. No entanto, para as crianças que passam a dormim mal a discussão a seguir se aplica. Toda a família de B12 é algo que tem sido dada aos idosos para o cansaço, e os cronicamente fatigados durante anos "para acordá-los." Como vocês sabem, as crianças já estão cheias de energia e despertam mais do que nós queremos quando já estamos cansados ​​e exaustos. No entanto, se uma criança é mais ativa à noite, mas não adormecem durante o dia, não precisam de mais sestas, ou não é apático durante o dia, eu defino o efeito colateral como tolerável. Se, contudo, a criança dorme durante o dia, precisa de mais sestas, e fica apático, então eu considero o efeito colateral intolerável, paro as injeções, e procedo da mesma maneira que eu descrevi na seção sobre hiperatividade e stimming. Na minha experiência, o efeito colateral tolerável de distúrbios do sono geralmente diminui significativamente ou é eliminado completamente, do 2 º ao 6 º mês pelos mesmos motivos acima expostos." Diz o Dr. Neubrander.
Aumento de objetos levados à boca: Isso é diferente de PICA, que está colocando tudo e qualquer coisa na boca, um fenômeno que só ocorre raramente com Metil-B12. No entanto, o que se vê com freqüência com metil-B são as crianças mais jovens tocando ou tocando com a boca, lábios, língua, e começando a morder em suas camisas ou mangas de camisa. Eles podem morder móveis, por vezes, a um grau acentuado. As crianças verbais mais velhas dizem que sentem cócegas na língua, ou que a sua língua é movimentada. O que está acontecendo é que as crianças estão mostrando um "negativo positivo", porque os nervos em sua boca estão começando a voltar a ativa, recebendo sinais, e formigamento - um processo de cura. É importante lembrar que o tratamento com a família B12 tem sido usada há anos para curar a neuropatia periférica diabética.
 Os nervos longos para as mãos costumam levar 6 a 9 meses antes de começar a voltar enquanto os nervos para as pernas normalmente levam 9 a 15 meses antes de começar a se regenerar. É neste momento em que os pacientes primeiro observam as sensações que regressam às suas mãos ou pés (um processo clinicamente chamado parestesia ou disestesia). Suas descrições do que eles estão enfrentando são semelhantes ao que crianças no espectro são observadas de ter ou afirmar que sentem. Como os nervos à boca são os mais curtos nervos periféricos, este efeito colateral pode aparecer dentro de algumas semanas após o início da terapia, não meses. Tal como acontece com a neuropatia periférica diabética, este processo indica que houve um problema que já entrou na fase de cura. Na minha experiência, o efeito colateral tolerável de levar objetos à boca geralmente diminui significativamente ou é eliminado por completo do 2 º ao 4 º mês, mas, ocasionalmente, pode durar 6 meses.
"É importante entender como interpretar um "verdadeiro negativo" efeito colateral do que eu chamo de um efeito colateral "positivo negativo". Por exemplo, todos agressão, morder, bater, chutar, e ter acessos de raiva não são ruins, mas sempre indesejável. A razão de eu dizer isso volta para um dos principais benefícios do Metil-B12 terapia: o aumento da consciência. Logo após o início da terapia Metil-B12, a maioria das crianças são de repente mais conscientes de seus desejos e necessidades. Eles são mais conscientes do que podem e não podem fazer. Eles viveram em um estado de vazio social durante vários anos não sendo capazes de conseguir o que precisavam, nem, possivelmente, mesmo sabendo que eles precisavam. Agora, o mundo e tudo o que ele tem para oferecer é repentinamente apresentado a eles e eles estão sobrecarregados, eles não podem falar ou fazer seus desejos e necessidades conhecidas, assim, portanto, eles agem fora da forma adequada. A mesma linha de raciocínio se aplica quando as crianças podem ser encontradas chorando ou mal-humoradas. De repente, eles estão mais conscientes de suas necessidades sociais, bem como as suas inadequações sociais. 
A metilação afeta todas as partes do cérebro, incluindo o hipocampo e o sistema límbico, pela primeira vez em suas vidas, ou pelo menos a um grau mais forte do que nunca, não só sentem suas emoções, mas agem de forma adequada sobre elas e choram. Como regra geral, os efeitos colaterais "positivos negativos" também diminuem ou desaparecem dentro de 2 a 6 meses.


Agora que você já sabe o mais importante sobre o tratamento com a MB12 injetável, ela poderá ser pedida com receita médica por fax: (11) 38680757 ou escaneada para vendas@pineda.com.br

Pineda Laboratório de Manipulação

Rua: Monte Alegre,1142 - Perdizes - SP

Tel: (11) 3868-0757

De segunda a sexta das 8:00 as 18hs

Esta será vendida em frascos de 2ml, na mesma forma e concentração preconizada pelo
Dr. Neubrander que desenvolveu esta técnica: 25 mg Metilcobalamina/ml. 


Faça bom proveito das informações!

Referências: 
http://www.tacanow.org/family-resources/methyl-b12-a-treatment-for-asd-with-methylation-issues/

3 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...